tres anos depois…

Muito maneiro ver DISPAROS ir levando a vida dele com tanto esmero…

http://naosaoasimagens.com/2015/07/28/disparos-2012/

Feliz aniversário Jardim Botânico!

Lançamento do filme Montanhas da Amazônia

A aventura e o desafio das expedições de uma equipe de pesquisadores do Jardim Botânico a alguns dos locais mais remotos do Brasil, as montanhas amazônicas, foram registrados por Ricardo Azoury, num pequeno filme científico, cheio de humor e humanidade. Na celebração dos 207 anos do Jardim Botânico do Rio, o filme será exibido e serão distribuídos 100 DVDs ao público, que poderá conversar com os pesquisadores e o diretor do documentário.

Às 17h, no Museu do Meio Ambiente. Entrada gratuita.

- See more at: http://jbrj.gov.br/node/464#sthash.xYnm77p1.dpuf

montanhas-da-amazônia-capa

 

 

 

DESTINADAS

Mulheres na Guerra da Tríplica Aliança

Uma série documental investigativa, em 13 episódios de 30 minutos, sobre o capítulo mais sangrento da história do continente sul americano, ocorrido há exatos 150 anos, e os personagens femininos a ele atrelado, desaparecidos sob os cadáveres dos soldados e a indiferença da história.

Através da jornada investigativa e iniciática de Elisa, jovem mulher em porvir, estudante de artes visuais e fotógrafa, o relato de batalhas, estratégias, vitórias e conspirações durante os 5 anos de campanha da Tríplice Aliança (1865-1870), em pleno século XIX, se tornam pano de fundo para “retratar” mulheres de personalidades e biografias excepcionais que, voluntaria ou involuntariamente, participaram intensamente da Grande Guerra, pagando seu injusto preço e suportando suas dramáticas conseqüências.

Mas que não entraram para a História.

CabecadeElisa

Montanhas da Amazônia: a estréia 13 de junho

O filme de estreia como diretor do fotógrafo Ricardo Azoury marca as comemorações do 207º aniversário do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Programado em exibição pública e gratuita, o média metragem de 25 minutos é um relato das expedições científicas de cinco biólogos nas montanhas do extremo norte brasileiro, com fins de coleta, pesquisa e catalogação de espécies da flora brasileira, muitas delas inéditas para a botânica.

montanhas-da-amazônia-capa

Now that’s officially a trend!

tgoodwife

Depois do boom de anti-heróis como Walter White e Frank Underwood — febre ao redor do mundo —, Barry Schkolnick, o roteirista de Law & order, aposta nas personagens femininas fortes como próxima tendência nas séries americanas:

— Espero que haja maior espaço para as mulheres não tradicionais. Em “House of cards” a personagem feminina é forte, mas não está na liderança, assim como “The good wife”. Alicia Florrick é uma ótima advogada, mas continua sendo a “boa mulher”.

revolução do espectador e as técnicas narrativas

Revolução. Se essa palavra já não foi muito gasta, e se ela revela mais de ambição do que pretensão, penso que a única revolução que deveria interessar dramaturgos e roteiristas é aquela capaz de ocorrer no espírito e no pensamento de quem assiste e dialoga com a história que contamos.taxidriver2-535x300

Taxi Driver

0XcOm

Se assistimos a primeira cena de Taxi Driver, percebemos nada além de uma introdução clássica com a apresentação do protagonista, que revela ao espectador sua identidade, características, passado, problema e desejo.remake-taxi-boomSimples assim… E nada hermético.

2015 partiu!

byLauraGaia

2015

2015bio_pt

antes de 2015

Hora de fazer balanço de 2014. Mas não balanço de dinheiro ou de ganhos; balanço de encontros (tantos) e desencontros (alguns, infelizmente).

Um ano habitado por pessoas incríveis: Michel Fessler e Karine Winczura; Vanessa MacMahon, Jeremy Pikser e Walter Bernstein; Joe Orlandino e Lucia Mauro; Marcelo Galvão; Juca Worcman e Bibiana Sá; Leo Edder e Edu Albergaria. E, na raspinha do ano, Carlão de Andrade. Com estes, entre outros, fiz um grande ano.coragem2015EeF

Com uns tracei estradas abertas que me levaram longe, com outros abro trilhas pra ver onde vai dar: ANITA, ISABEL, THE HI & LO, EXEMPLUM, MULHERES DA GUERRA, ARQUEOLOGIAS, PLANTÃO DE MULHERES.

Teve gente (um ou outro) com quem foi mato sem cachorro, beco sem saída. Para estes, que perdi em plena jornada, deixo aqui meu “sinto muito, que pena”.

E teve gente que acreditou e respeitou; jogou pra cima e apostou: meu muito obrigada a Henrique, Samantha, Cris, Flavio, Marina, Cida, Amélia, Marcelo.

Gente boa de estar ao lado, gente com quem sempre há algo para aprender (nem que seja descobrir que há outro jeito) ou ao lado de quem é gostoso ficar. Parceiros indefectíveis de vida Marília, Mariana, Taco, Regina, Milton, Sonia, Julieta. E, o rei de todos, meu Ricardo.

E, pairando sobre tudo isso, neste ano vi minha Laura Gaia, Luz Feliz, crescer e iluminar meu mundo com sua luz adulta e linda.

O resto é tudo. Mas é o resto. Bom 2015 para todos.

 

Nasce um diretor: bem vindo Ricardo Azoury!!!

Dois projetos no forno!

Parque Nacional Sete Cidades, PI

montanhas-da-amazônia-capa

©2012 - Escrevendo & Filmes - Todos os direitos reservados / All rights reserved - Login Design: SUBITO CREATIVE