Compartilhando: Brigando com o gênero

por Colin Brown,

diretor editorial, Slated

“Jane Campion continua a ser a única diretora (mulher!) a por a mão no prêmio máximo do Festival de Cannes, quando seu filme O Piano dividiu a Palme d’Or com Adeus Minha Concubina em 1993.

Esta semana, a cineasta nascida na Nova Zelândia marcou outro gol em Cannes, tornando-se a primeira mulher  não-atriz a servir como Presidente do júri do festival. Mas, mesmo se o seu júri terminasse por premiar uma das duas solitárias mulheres cineastas em competição este ano, Campion  não se deixa iludir pela exceção. “Não dá pra negar o sexismo inerente à indústria”, lamentou em entrevista coletiva na quarta-feira na Croisette. “Desculpe-me, senhores,” Campion, em seguida, acrescentou, olhando de frente para alguns de seus colegas jurados sentados ao seu lado “, mas os caras estão comendo todo o bolo.”

… o restante, em inglês, em trulyfreefilm.hopeforfilm.com/2014/05/slated-fighting-gender-bias-with-data.html

Deixe seu comentário


©2012 - Escrevendo & Filmes - Todos os direitos reservados / All rights reserved - Login Design: SUBITO CREATIVE